terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

COMPANHIA DO CALYPSO - Ao Vivo - Vol.2


2004
Calypso

Logo após sua formação em setembro de 2002, a Companhia do Calypso gravou o seu primeiro CD pela renomada gravadora Som Livre, atingindo uma vendagem de 130.000 (cento e trinta mil cópias), confirmando todas as expectativas criadas no meio artístico. Com um estilo próprio, muito marcante, contagiante e eletrizante de suas apresentações, a banda Companhia do Calypso, definitivamente aportou no cenário do show business nacional, sendo lhe conferido o subtítulo de “O furacão do Brasil”. A Companhia do Calypso, em novembro de 2004 lançou o seu primeiro DVD reunindo faixas dos dois CD´s anteriores, e em apenas três meses atingiu a vendagem 100.000 DVD´s vendidos, mais uma vez superando as expectativas de mercado. A banda Companhia do Calypso, “O furacão do Brasil”, certamente não só viria consolidar a música do Norte nos corações dos brasileiros, mas também viria apresentar ao povo do Brasil a riqueza de artistas e talentos do Norte, em especial do Estado do Pará, invadindo o Brasil com sua mistura de ritmos dançantes, e canções que falam da felicidade e dos infortúnios do amor, rapidamente transformadas em verdadeiros hinos populares. Reuniram numa mesma batida a força e o poder dançante do Carimbó, da Salsa, do Merengue, do Zouk e tantos outros estilos que fazem parte da rica cultura popular paraense, misturou-se a elementos da música caribenha que é extremamente dançante e saiu do seu Estado natal para conquistar todo o País. [Fonte:letras]

Soon after its formation in September 2002, the Company Calypso recorded his first CD by renowned label Som Livre, reaching a bandage 130,000 (hundred and thirty thousand copies), confirming all the expectations created in the artistic world. With a unique style, very striking, infectious and electrifying their presentations, the Company Calypso band, definitely landed in the national show business scenario, being conferred the caption "Hurricane of Brazil." The Company of Calypso, in November 2004 launched its first DVD bringing together groups of the two previous CD, and in just three months reached the bandage 100,000 DVDs sold, again beating market expectations. The Company Calypso band, "The Hurricane Brazil", certainly not only would consolidate the North music in the hearts of Brazilians, but also would present to the people of Brazil the wealth of artists and talents of the North, especially the State of Pará invading Brazil with its mix of dance rhythms, and songs that speak of happiness and love misfortunes, transformed quickly into real popular hymns. Gathered in a same beat the strength and power of dance Carimbó, Salsa, Merengue, Zouk and many other styles that are part of the rich popular culture Pará, mixed with elements of Caribbean music which is extremely danceable and went out of their . home state to conquer the whole country [Source: letters]
 

Total Time: 57min

COMPANHIA DO CALYPSO 

https://depositfiles.com/files/j8xkssebh

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

FORRÓ CAVALO DE PAU - Cartas Marcadas


2001
Forró

O grupo foi criado em 1993 e destaca-se pela música alegre e que faz o público vibrar. Apresentam-se com 16 músicos, onde para cada dois músicos é formado um coral com quatro cantores. Seus shows costumam durar seis horas. O destaque do grupo é a cantora Francy Lane, considerada a melhor crooner no gênero forró em 1996, título que lhe foi dado pelo programa Ceará Caboclo. Em 1999, foi eleita Rainha Negra do Forró pelo programa Tony Show da Rádio e TV de João Pessoa, na Paraíba. Em 1998 a banda gravou o CD "Cavalo de Pau canta Marinês", numa homenagem a reconhecida cantora nordestina. Entre seus shows, destacam-se os que foram realizados no Asa Branca no Rio de Janeiro e no Centro de Tradições Nordestinas, em São Paulo, onde realizou apresentação com público estimado em 25.000 pessoas. Realizou ainda shows em Manaus, no Amazonas, Natal, (RN) e Santa Rita (PB). Até o momento já gravou seis discos. O primeiro sucesso do grupo foi "Timidez", de Ferreira Filho e Rômulo César, do primeiro CD. Outros sucesso da banda foram "Bichinho de estimação", "Nosso caso de amor", "Promessas" e "Amor e dor". [Fonte: dicionariocravoalbim]

The group was established in 1993 and is distinguished by cheerful music and that makes the public vibrate. Present with 16 musicians, where for every two musicians is formed a choir with four singers. His shows usually last six hours. The highlight of the group is the singer Francy Lane, considered the best crooner forró gender in 1996, a title that was given by the Ceará Caboclo program. In 1999, she was elected Queen of the Black Forro by Tony Show Radio program and Joao Pessoa TV, Paraíba. In 1998 the band recorded the CD "Wooden Horse sings Marinês", a tribute to Northeastern recognized singer. Among his shows, stand out those conducted in Asa Branca in Rio de Janeiro and Northeastern Traditions Center in São Paulo, where he made presentation with an estimated audience of 25,000 people. It has also held concerts in Manaus, Amazonas, Christmas, (RN) and Santa Rita (PB). To date he has recorded six albums. The first success of the group was "Shyness" by Ferreira Filho and Romulus Caesar, the first CD. Other success of the band were "Pet", "Our love affair", "Promises" and "Love and pain." [Source: dicionariocravoalbim]


Total Time: 51min

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

CIRCUITO DO FORRÓ - Volume 2


2005
Coletânea


Total Time: 73min

CIRCUITO DO FORRÓ 

MEGA

CHICO SALLES - O Bicho Pega


2010
Forró

Francisco de Salles Araújo é cantor e compositor de Forró. É tambem cordelista, membro e Diretor Cultural da ABLC - Academia Brasileira de Literatura de Cordel. Transferiu-se para o Rio de Janeiro no início dos anos 70, trazendo na bagagem, além dos seus dezoito anos, as influências musicais da terra natal, principalmente de Jackson do Pandeiro e Luiz Gonzaga. Suas primeiras composições nasceram inspiradas nos xotes, xaxados e baiões que alegravam as noites do sertão paraibano e eram ouvidos nos bailes e forrós da região. Em seguida foi misturando no mesmo caldeirão as raízes e as lições de mestres como Paulinho da Viola, Chico Buarque e Martinho da Vila - sua trilha musical dos tempos de universitário. Nos anos 80, já engenheiro civil, conheceu o trapalhão Mussum, que o levou aos mais tradicionais redutos do samba, como o Buraco Quente da Mangueira e o Pagode do Cacique de Ramos. O encontro com Mussum, seu vizinho, rendeu boas parcerias musicais. Juntos, fundaram o bloco Elas e Elas em 1985 em Jacarepaguá, compuseram músicas de carnaval e até um xote. Em suas andanças pelo mundo do samba, Chico Salles encontrou outros parceiros como Noca da Portela, Roberto Serrão e Beto Moura, com quem passou a participar de concursos de escolha de enredos de blocos de carnaval, como o Simpatia é Quase Amor, a Banda da Barra, o Barbas e a Escola Unidos da Tijuca. Em 2008 Chico Salles recebeu o título de Cidadão Honorário da Cidade do Rio de Janeiro, para ele, sua maior homenagem. No meio dos cordelistas, Chico Salles vem despontando como um grande poeta, tendo sido empossado em maio de 2007, como membro da ABLC - Academia Brasileira de Literatura de Cordel, ocupando a cadeira número 10, pertencente ao ilustre brasileiro Catulo da Paixão Cearense, seu Patrono. [Fonte: wikipedia]

Francisco de Salles Araújo is a singer and composer of Forro. It is also cordelista, member and Director of Cultural ABLC - Brazilian Academy of Cordel Literature. He moved to Rio de Janeiro in the early 70s, bringing with him, beyond his eighteen, the musical influences of the homeland, especially Jackson do Pandeiro and Luiz Gonzaga. His early compositions were born inspired by xotes, xaxados and flasks that glad night Paraíba hinterland and were heard at dances and forrós the region. Next was mixing in the same pot the roots and lessons from masters such as Paulinho da Viola, Chico Buarque and Martinho da Vila - a soundtrack of college times. In the 80s, as a civil engineer, met the bumbling Mussum, which led to more traditional strongholds of samba, as the Hole Hot hose and the Pagoda of the Cacique de Ramos. The meeting with Mussum, your neighbor, yielded good musical partnerships. Together, they founded and they block in 1985 in Jacarepagua, composed carnival songs and even a xote. In his travels around the world of samba, Chico Salles found other partners as Noca da Portela, Roberto Serrao and Beto Moura, who went on to participate in contests to choose plots carnival blocks such as Sympathy is Almost Love, Band bar, Barbas and the United School Tijuca. In 2008 Chico Salles received the title of Honorary Citizen of the City of Rio de Janeiro, for him, its highest honor. In the middle of twine, Chico Salles has emerged as a great poet, and was sworn in May 2007, as a member of ABLC - Brazilian Academy of Cordel Literature, occupying the chair number 10, belonging to the illustrious Brazilian Catullus da Paixão Cearense, his patron. [Source: wikipedia]


Total Time: 47min

CHICO SALLES 

MEGA

CAPRICHOSO - O Eldorado É Aqui


2007
Folclore

O Boi-Bumbá Caprichoso tem sua história atrelada a uma família. A professora e folclorista parintinense Odinéia Andrade afirma que o bumbá foi fundado em 1913 pelos irmãos Raimundo Cid, Pedro Cid e Félix Cid. Os três teriam migrado do município de Crato, no Ceará, passando pelos estados do Maranhão e Pará, até chegarem à ilha, onde fizeram uma promessa a São João Batista para obterem prosperidade no novo município. Isso foi motivado pelas influências recebidas pelos Cid durante a trajetória até a ilha, quando puderam conhecer vários folguedos juninos por onde passaram. Duas manifestações folclóricas chamaram a atenção: o Bumba-Meu-Boi, maranhense, e a Marujada paraense. Andrade afirma que o Boi Caprichoso assimilou elementos desses dois folguedos, uma vez que o bumbá adotou como cores oficiais o azul e o branco, usadas nos trajes dos marujos, e denominou seu grupo de batuqueiros, responsáveis pelo ritmo na apresentação do boi de Marujada de Guerra. O slogan do Boi Caprichoso, desde 1997 é O Boi de Parintins.Isso é uma resposta aos injustos torcedores do Boi Garantido que acusavam o Caprichoso de ser muito influenciado por gente de fora. Até o final dos anos 80 as toadas eram músicas cujas letras exaltavam o boi e demais personagens como Pai Francisco, a Sinhazinha, dentre outros, além de exaltarem a cultura cabocla parintinense. No início dos anos 90, a temática indígena, já introduzida com sucesso no Boi Bumbá pelo Boi Caprichoso, ganhou mais força, principalmente com o advento dos rituais indígenas, que se tornaram o ponto alto do Festival. O Boi Caprichoso foi o que melhor utilizou a temática, alcançando grande destaque graças ao sucesso que crítica e público concederam a toadas indígenas como Fibras de Arumã, Unankiê, e Kananciuê. Com o sucesso de tais toadas, O público da capital, Manaus, que gostava timidamente do ritmo, passou a abraçar a toada e a adotou como símbolo da cultura amazonense. No ano seguinte, o grupo Canto da Mata, composto por Maílzon Mendes, Alceo Ancelmo e Neil Armstrong, iniciou um outro estilo de toada que também tomaria conta do grande público de Manaus e de Parintins, a Toada Comercial. Em 1995, com o uso dos teclados - que tinham sido usados pela primeira vez de maneira tímida em 1994 - o grupo compôs a toada Canto da Mata, que foi um grande sucesso nas rádios e ajudou o Boi Caprichoso a vencer o Festival. Em 1997, compuseram uma toada que se tornou fenômeno no Amazonas: Ritmo Quente, grande sucesso nos ensaios do boi e também em eventos turísticos da Capital Manaus, como o Boi Manaus e o Carnaboi, até os dias de hoje. Em 1994 o Boi Bumbá Caprichoso, deu um espetáculo inesquecível com belíssimas alegorias, tudo culminando num momento mágico: o ritual indígena. Naquele ano foram encenados os rituais Unankiê, Fibras de Arumã e Urequeí. [Fonte: wikipedia]


The Boi Caprichoso has its history linked to a family. The teacher and folklorist Parintins Odinéia Andrade says the bumbá was founded in 1913 by brothers Raymond Cid, Pedro Cid and Félix Cid. The three have migrated from the city of Crato, Ceará, through the states of Maranhão and Pará, until they reached the island, where they made a promise to St. John the Baptist to achieve prosperity in the new municipality. This has been driven by the influences received by Cid during the course to the island, when they could learn several juninos mirth passed by. Two folklore called attention: the Bumba-Meu-Boi, Maranhão, Pará and Marujada. Andrade says the Capricious Ox assimilated elements of these two amusements, since the bumbá adopted as official colors blue and white, used in costumes of the sailors, and called his drummers group, responsible for the pace in the presentation of ox Marujada of war. The slogan of the Ox Capricious since 1997 is Parintins.Isso The Ox is a response to unjust fans Guaranteed Steer accused Caprichoso to be very influenced by outsiders. By the late 80s the tunes were songs whose lyrics exalted the ox and other characters as Father Francis, Missy, among others, and exalt Parintins cabocla culture. In the early 90's, indigenous issues, already successfully introduced in the Boi Boi Bumba Capricious, became strong, especially with the advent of indigenous rituals that became the highlight of the Festival. The Capricious Ox was the best used the theme, reaching highlight thanks to the success that critics and audiences granted to indigenous tunes as Arumã fibers, Unankiê, and Kananciuê. With the success of such tunes, the public of the capital, Manaus, timidly liked the pace, began to embrace the tune and adopted it as a symbol of Amazonian culture. The following year, the Forest Corner group, composed of Maílzon Mendes, Alceo Ancelmo and Neil Armstrong, began another tune style that would take care of the general public of Manaus and Parintins, the Melody Commercial. In 1995, with the use of keyboards - that had been used for the first time in a timid way in 1994 - the group composed the tune Canto da Mata, which was a big hit on the radio and helped the Ox Caprichoso to win the Festival. In 1997, composed a tune that became phenomenon in the Amazon: Dirty Dancing, great success in the steer tests and also in tourist events of the capital Manaus, as the Manaus Ox and the Carnaboi until today. In 1994 the Boi Bumba Capricious, gave an unforgettable show with beautiful allegories, all culminating in a magical moment: the indigenous ritual. That year were staged the Unankiê rituals, Arumã and Urequeí fibers. [Source: wikipedia]


Total Time: 79min

CAPRICHOSO 

MEGA

BANDA METADE - Volume 4


Brega


   
Total Time: 45min

BANDA METADE 

MEGA